sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Torcicolo em Crianças

Como encontrar a causa?



O que é torcicolo?



É caracterizado pela inclinação do pescoço para um lado, fixo, com rotação da cabeça para o lado oposto.

Possíveis causas:

- Muscular congênito
- Postural
- Esquelético
- Neurológico
- Infeccioso
- Ocular
- Traumático

  A avaliação de uma criança com torcicolo é um trabalho difícil, pois o pescoço é pequeno, curto, "gordinho" e possui músculos muito delicados.

  Em recém-nascidos ou em crianças de baixa idade devemos pensar em torcicolo muscular congênito e fazer diagnóstico diferencial com torcicolo postural. Em ambos, as crianças permanecem a maior parte do tempo com o pescoço inclinado para um dos lados, e ao serem estimuladas apresentam dificuldade em mover a cabeça para o lado oposto. Um bom exame físico ortopédico é capaz de fazer bem essa distinção.

  O tipo muscular congênito apresenta nódulo palpável na musculatura do lado para o qual o pescoço está inclinado e dificuldade na mobilização passiva durante o exame. Geralmente a suspeita é confirmada com exames de imagem. Quanto mais cedo fizermos o diagnóstico e iniciarmos o tratamento melhores serão os resultados.



 Já o postural, não apresenta nódulo fibroso na musculatura do pescoço e a mobilização passiva do pescoço não é restrita. Geralmente ocorre em crianças de primeira gestação, onde o útero é menor e com pouca capacidade de acomodar a criança no seu interior, ou em gravidez de gêmeos - pelo mesmo motivo: as crianças ficam apertadas no útero sendo fator de risco para torcicolo postural.

  Existem várias formas de tratamento, dependendo da idade da criança, podendo ser inicialmente com fisioterapia (visando alongamento da musculatura encurtada e mudanças na posição no berço - várias vezes ao dia - de forma que a criança para olhar para os pais possa mobilizar o pescoço para ambos os lados), associada ou não a órteses e, em alguns casos, refratários ao tratamento conservador, a cirurgia é o tratamento com ótimos resultados.  

  O postural tem melhor prognóstico do que o congênito, que se não identificado e tratado precocemente pode deixar sequelas como assimetria de face e crânio.


Torcicolo Esquelético:

  Também é percebido pelos pais logo no inicio da vida. O problema está localizado nas vértebras. São malformações congênitas em que as vértebras nascem unidas, conhecida como fusão óssea, ou nascem deformadas (só com metade da vértebra, chamada de hemivértebra). O que chama a atenção, além da inclinação do pescoço e limitação no movimento, há implantação baixa do cabelo e um pescoço curto. O Diagnóstico só pode ser estabelecido com exame de imagem e o prognóstico e tratamento dependerão do tipo de malformação.

Torcicolo Infeccioso:

  Pode ocorrer em qualquer idade. Trata-se de infecção do disco intervertebral, conhecido como discite. Não é comum, mas deve ser pensado. Geralmente há história de infecção em outro local, podendo ou não estar em uso de antibiótico. Por via sanguínea a bactéria chega à coluna. Clinicamente há dor e limitação na mobilidade do pescoço. Não há febre e o estado geral é normal. Exames de imagem e laboratório são fundamentais para o diagnóstico. O tratamento na maioria das vezes é com antibiótico específico, sendo a cirurgia reservada para falha no tratamento conservador ou quando há dano neurológico.

Torcicolo Neurológico:

  O problema esta localizado na medula espinhal ou no sistema nervoso central. Ocorre após a idade da marcha e caracteriza-se por ser torcicolo extremamente doloroso durante as tentativas de manipulação. A criança apresenta um pescoço rígido e doloroso. É de instalação lenta e progressiva. Pode estar associado a fraqueza muscular nos membros superiores ou inferiores. Uma vez suspeitado, exame de imagem do sistema nervoso é fundamental para conclusão diagnóstica e o tratamento envolve o neurocirurgião.

Torcicolo Traumático:

  Pode ocorrer mesmo com traumas no pescoço de menor intensidade, tendo como fatores de risco crianças com síndromes de frouxidão ligamentar generalizada como a Síndrome de Down. Outro fator de risco são infecções de orofaringe ou pós operatório de cirurgias nesta região (amígdalas e adenoide), onde o processo inflamatório gerado favorece ao relaxamento ligamentar localizado, e com isso pequenos traumas locais podem provocar o que chamamos de luxação rotatória fixa atlantoaxial. O torcicolo é de instalação aguda, fixo e doloroso a manipulação. Deve ser suspeitado e diagnosticado adequadamente sendo realizado o tratamento o mais precoce possível.

Torcicolo Ocular:

  É de exclusão. Só deve ser pensado nos casos de torcicolo sem causa aparente, com exames físico e de imagem normais e que não melhoram com o tratamento conservador. O problema está localizado nos músculos que mobilizam o olho. Há uma fraqueza na musculatura que eleva o olho. A criança para olhar para frente necessita inclinar o pescoço para "elevar o olho", assim gerando o torcicolo. Geralmente é intermitente e se manifesta nos momentos em que a criança tem que se concentrar em um objeto fixo. É fundamental avaliação oftalmológica com exame físico e frequentemente um teste terapêutico com tampão ocular. O tratamento é definido pelo oftalmologista pediátrico.  



 Torcicolo em crianças tem diversas causas e uma boa história clínica associada a um exame físico criterioso e exames complementares adequados, farão o diagnóstico para que o melhor tratamento seja instituído.

.

  Não fique com dúvida. Torcicolo em criança não é igual ao torcicolo do adulto.


Desejo que todos tenham um Feliz Ano Novo!

Um abraço a todos, 
Dr. Maurício Rangel

38 comentários:

  1. Excelente Materia.Meu filho hoje com 27 anos nasceu com torcicolo .O Pediatra diagnosticou e tratamos imediatamente evitando assim que ficassem defeitos.Mesmo assim, ele tem torcicolos sempre que passa por traumas de temperatura ou movimentos.
    Solange/MiaOutlet

    ResponderExcluir
  2. Olá adorei a matéria, fiquei dias encontrando respostas para o meu problema, minha mãe diz que já nasci com o problema mas ela nunca sabia me dizer ao certo o que era, fui a vario médicos e nunca tive respostas, a ultima consulta que tive eles me disseram que era síndrome de tuner, achei impossível porque tenho uma linda menina de 15 anos ,e pelo que já pesquisei seria impossível, hj tenho 40 anos e sempre tive que conviver com muitas situações constrangedoras apelidos enfim... sou separada, não consigo ter um relacionamento po conta desse problema, eu gostaria de saber se ainda posso fazer algum tratamento, se a minha idade permiti,quando era criança sempre sentia dor na língua quando me virava de mau jeito,meus movimentos são limitados para o lado direito, a coluna tem um desvio importante, tenho um pouco de paralisia facial e minha visão do olho esquerdo esta um pouco comprometida 2,50 acho que é assim srsr. Bem quero um luz se ainda POSSO SER FELIZ!!!aguardo a resposta. meu e-mail marilene-35@hotmail.com

    ResponderExcluir
  3. Minha filha as vezes chora de trocicolo ao fazer algum movimento com pescoço éla tem dois aninhos o que devo fazer ja fiz ecolgrafia segundo medico não apareceu nada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, sua filha precisa ser examinada em consulta ortopédica, marque horário, tel.(21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  4. Boa tarde! Minha filha também teve torcicolo congenito e acabou ficando com a cabecinha torta por que apoiava sempre do mesmo lado. Fizemos fisioterapia por causa do torcicolo, mas sua cabecinha não desentortava. Ela precisou usar uma órtese (espécie de capacetinho) que corrigiu a assimetria. O nome da clínica que faz essas órteses é a Cranial Care e fica em São Paulo (www.cranialcare.com.br).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, perfeito a sua observação. Com freqüência, o torcicolo congênito esta associado a deformidade do crânio, conhecido como plagiocefalia. Isso ocorre devido ao apoio de um só lado da cabeça no colchão do berço. O tratamento exige esse capacete citado, que tem a função de promover a remodelação do crânio na fase inicial da vida criança. Os resultados realmente são satisfatórios. Um abraço.

      Excluir
  5. Caro Dr. Mauricio. Tenho uma menina, hoje com 11 meses, ela fez fisioterapia 4 meses para torcicolo congênito, mas continua apresentando inclinação de cabeça (ela fica normal por 10 ou 15 dias e de repente inclina a cabeça e permanece com a inclinação por uns 10 dias, depois volta ao normal de novo - a inclinação não é sempre para o mesmo lado, esta semana é para a direita e na próxima vez pode ser para a esquerda). Já fizemos ultrasson e raio x do pescoço e está tudo normal, também fizemos exame oftalmológico e está normal. Moro no Paraná, e gostaria de saber se o Sr. já teve algum caso assim e o que poderia ser? Grata. Joseane.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, se os exames de imagem do pescoço e o exame oftalmológico foram normais então, sua filha nao tem torcicolo muscular congênito e nem torcicolo ocular. O próximo passo seria ter uma avaliação neurológica pediátrica. Um abraço.

      Excluir
    2. Caro Dr. Maurício, seguindo sua orientação levei minha filha ao neurologista. Ela acredita que estamos diante de um disturbio do movimento: Distonia Paroxistica ou Torcicolo Paroxistico (já que eu tenho enxaqueca). De qualquer forma, faremos uma ressonância da cabeça e do pescoço para descartar outras eventuais doenças. O tratamento, segundo ela, deverá ser medicamentoso. O Sr. pode me dizer alguma coisa sobre esses dois disturbios? Grata. Joseane.

      Excluir
    3. Bom dia, esse assunto é de domínio da neurologia pediátrica. Um abraço.

      Excluir
  6. Boa tarde, minha filha tem 3 aos e 7 meses, acordou com torcicolo e a cm a cabeca inclinada eu acho que è por ausa da dor, ja fui ao pediatra mas ele n disse ada, o que faco?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, marque uma consulta ortopédica. tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  7. Boa tarde, meu filho tem 4 meses e aos 3 meses foi diagnosticado com torcicolo congênita.Está fazendo fisioterapia há 1 mês, gostaria de saber quanto tempo geralmente demora voltar e se mesmo com a fisioterapia fica ainda um pouco inclinada sua cabeça quando estiver maior.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, o tratamento fisioterápico deve ser realizado até a criança completar 1 ano de idade. Se, com essa idade, ainda existir deformidade significativa, e o diagnóstico estiver correto de torcicolo muscular congênito a correção completa será com cirurgia. Maiores esclarecimentos marque consulta, tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  8. Boa tarde, meu filho tem 4 meses. E foi diagnosticado torcicolo congênita.ele faz fisioterapia 2 vezes na semana a 1 mês. Eu gostaria de saber sua opinião quanto a quantidade de sessões. o senhor recomendaria a um bebê. Obrigada ,abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, depende da resposta da deformidade ao longo do tempo. As consultas ortopédicas devem ser mensais com as renovações de fisioterapia de acordo com a necessidade para a correção completa da deformidade. Maiores esclarecimentos marque consulta, tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  9. Dr. gostaria muito de consultar minha filha com o sr., mas não tenho condições, moro em Minas, já procurei um ortopedista mas não fiquei satisfeita pq notei que minha filha tem assimetria no cranio e ele me disse que não está ligada ao torcicolo. Estou preocupada pq ele nem quis pedir radiografia, minha filha ficou em uma só posição na minha gestação e ele me disse que é isso é só fazer fisioterapia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, a criança precisa ser avaliada em consulta ortopédica para definir o diagnóstico e indicar o tratamento. O tel. do consultório para agendamento é (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  10. Caro Dr.Mauricio quando meu filho estava com dois meses de vida. eu percebi que ele inclinava o pescoço para o lado direito mais as pediatra que eu passava ele falava que era coisa da minha cabeça que meu bebe não tinha nada. troquei cinco vezes de pediatra e elas sempre falavam a mesma coisa[ que meu filho não tinha nada] hoje ele tem três anos eu consegui um em caminhamento para o ortopedista ele fez um raio x que diagnosticou[torcicolo congênito] o medico passou para meu filho usar colar cervical. eu não consigo comprar o colar por que o medico não colocou qual o tipo de colar que ele pode usar. Por favor me ajude,quero saber se meu filho deve usar colar cervical e qual o tipo [o ortopedista que eu passei meu filho ele não explica nada, eu perguntei para ele o tipo de colar e ele falou que eu tinha que procurar .por favor me ajude, desde já muito obrigado fique com DEUS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, torcicolo congênito em criança com 3 anos de idade nao pode ser tratado com colar cervical. Maiores esclarecimentos marque consulta, tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.


      Excluir
  11. Dr. meu filho tem torcicolo congenita a 1 ano e 3 meses. apareceram alguns nodulos e o medico disse que meu filho teria que fazer fisioterapia até os 2 anos. vc acha que eu devo aguardar e como é feita esta cirurgia. ela é de risco?

    ResponderExcluir
  12. dr como é feita a cirurgia de torcicolo congrnita em crianças de 1ano. o procedimento é arriscado ou é uma cirurgia simples e sem riscos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, a primeira coisa a saber é se o diagnóstico está correto. Existem diversas causas para torcicolo em crianças podendo ser: muscular congênito; escoliose congênita; torcicolo ocular; torcicolo neurológico. O diagnóstico diferencial exige, além do exame físico da criança, a realização de exames complementares adequados. Muitas vezes, a avaliação oftalmológica pediátrica é fundamental para encontrar a real causa do torcicolo. Somente após todas essas etapas e a certeza de que se trata de torcicolo muscular congênito e, em crianças entre 1 e 4 anos de idade e que não responderam ao tratamento conservador com fisioterapia, as vezes, Botox na musculatura encurtada com ou sem órteses é que devemos pensar em cirurgia ortopédica. Maiores esclarecimentos, marque consulta, tel.3264-2232/ 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  13. dr sua clinica fica em são paulo. qual o valor da 1º consulta.

    ResponderExcluir
  14. Bom dia, atendo no RJ e informações sobre valor de consulta favor ligar para: (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

    ResponderExcluir
  15. Olá doutor, tenho 32 e tenho torcicolo congênito,a cabeça inclina para o lado direito e o ombro direito é mais alto, gostaria de saber se tem alguma chance de resolver o problema com cirurgia devido minha idade? obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, você precisa ser avaliado na consulta ortopédica para analisar o grau de deformidade, a rigidez da deformidade, a existência de assimetria na face e o aspecto das imagens da coluna vertebral. Somente após essa análise poderá ser feito uma definição quanto ao tratamento. Maiores esclarecimentos, marque consulta ortopédica, tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  16. boa noite dr Maurício minha filha tem 5 anos e tem torcicolo congênito foi diagnosticada o ano passado e desde então estou correndo atrás de cirurgia pois já fui diagnosticada que é cirurgia mas os médicos da minha cidade uns não querem operar e outros estão cobrando caro demais não sei o que mais fazer pois ela já vai completar 6 anos agora dia 20 de outubro e o senhor sabe que torcicolo congênito é coisa que já tinha que ter resolvido . Bom eu fiquei mas tranquila com sua matéria de saber que se tem jeito mas tenho dúvidas se mesmo depois operar se fica com com a cabeçinha meio virada para um dos lado moro em São lourenço MG

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, a resposta da sua pergunta exige uma consulta ortopédica para avaliar o grau de deformidade e de encurtamento da musculatura do pescoço. Maiores esclarecimentos, marque horário no consultório, tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  17. Boa noite, Dr Mauricio, minha filha tem 7 anos e faz fisioterapia desde os 46 dias de vida para torcicolo congenito, faz 3 vezes por semana, apresenta leve assimetria facial e inclinacao leve da cabeca para a direita. Levei-a a varios medicos e nao houve um consenso sobre a necessidade da cirurgia quando ela era ainda bebe. Ainda hoje nao ha um consenso sobre isso e ela continua na fisioterapia. Fiquei sabendo recentemente que existe tambem tratamento com botox para torcicolo congenito antes de se optar pela cirurgia. Gostaria de saber como funciona o tratamento com botox para torcicolo congenito e se seria indicado no caso da minha filha. Existe algum risco para ela neste tratamento, ainda pode haver a reversao de assimetria na idade dela?

    ResponderExcluir
  18. Bom dia, este assunto só pode ser conversado em consulta médica ortopédica após avaliação física da deformidade e analise dos exames de imagem. Não há a menor possibilidade de responder por internet. Tel. para agendamento de consulta é (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Atenciosamente.

    ResponderExcluir
  19. Dr, pelo que pude ler na matéria acima, o caso do meu filho, é torcicolo esquelético....ele tem fusão de vertebras, já passou por cirurgia aos 2 anos, usou colete cervical no pos cirúrgico, fez muito RPG qdo criança e na fase adulta, mas interrompeu na adolescência.Hoje com 30 anos tem o rosto perfeito, pescoço reto, mas tem escoliose acentuada e os ombros arqueados pra frente. Você pode me dizer se tem uma possibilidade de correção e se pode piorar o problema?

    Marcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, depende do grau de cifoescoliose medidos no exame de imagem atual e da descompensacao do tronco e do grau de insatisfação que o paciente tem com a sua coluna vertebral. Somente em consulta ortopédica, com exame físico e analise do exame de imagem, poderei responder suas perguntas. Tel. para agendar consulta (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Atenciosamente.

      Excluir
  20. Bom dia , meu nome Alan tenho 21anos e tive torcicolo congrnito ,tinha uma inclinação pro lado esquerdo, minha mae foi orientada a fazer madsagens em casa mesmo ,deram resultado hoje aparentemente nao tem nenhuma inclinação ou deformação, porem sinto muitas dores na parte esquerda do corpo desde da perna , costelas ,peito nas costa e no ombro e pescoço, a unica cousa q da pra notar e que meu ombro esquerdo e mas alto um pouco, queria saber se pode ser algumasequela do torcicolo, por ter cido tratado em casa mesmo e nao por fisioterapeutas?
    obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, para reponder sua pergunta, você precisa ser avaliado em consulta ortopédica para exame fisico e avaliação com exames de imagem. Tel. para agendamento de horário, (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Atenciosamente.

      Excluir
  21. Boa noite , minha filha está com três meses e meio e foi percebido pelo pediatra uma leve inclinação da cabeça para o lado direito , ele havia me dito que isto era comum e as crianças teriam um lado de apoio. Fiquei super assustada apesar dele me falar com a maior calma do mundo ... não me explicou muito o que era e então fui pesquisar no google e vi q se tratava de plagiocefalia postural . Ña consulta seguinte fui tentar tirar algumas duvidas , mas ele não gostou muito de eu ter pesquisado no google ... disse que isto não foi causado pela posição de dormir e que ela nasceu assim .,.pois isso é de efeito genético . Enfim ... parece que amassou mais um pouquinho atrás ,..e na frente vemos a testa levemente maior do lado esquerdo. Quando nasceu ela não tinha a cabeça amassada . Gostaria de saber se pode me ajudar ?
    Grata ,
    Marcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, chamamos de plagiocefalia a deformidade do crânio da criança, com achatamento de um dos lados e perda da esfericidade normal do crânio. No recém nascido geralmente ocorre por permanência da cabeça na mesma posição por muito tempo gerando o achatamento do crânio. Na ortopedia pediátrica, o torcicolo congênito, em que a cabeça fica inclinada sempre para um lado devido ao encurtamento do músculo de um dos lados do pescoço, seria um fator muito associado a plagiocefalia.O torcicolo precisa ser tratado para permitir a mobilização livre do pescoço e evitar o apoio assimétrico da cabeça. Nao tendo torcicolo congênito, seria interessante uma avaliação com neurocirurgiao pediátrico pois, existem orteses, semelhantes a capacetes, que são usadas para remodelar o crânio e corrigir a deformidade. Maiores esclarecimentos somente em consulta ortopédica, tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Atenciosamente.

      Excluir