sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Desigualdade no comprimento das pernas: O que fazer?



  O encurtamento de uma das pernas pode ser óbvio e grosseiro ao nascimento, quando estamos diante de malformação congênita, ou sutil, visto mais tardiamente após o inicio da marcha.

Quando a causa é congênita geralmente há outras alterações associadas, como:


- Ausência de alguns dedos do pé;

- Deformidade no joelho (não estica adequadamente);

- Deformidade no quadril (dificuldade para fechar a perna);

- Alteração na circunferência do membro inferior, porque além dos ossos malformados há o envolvimento de toda a musculatura.

  Neste grupo o tratamento é longo com várias etapas e objetivos visando, não só igualar o tamanho dos membros inferiores, como também corrigir as deformidades articulares, permitindo marcha e desenvolvimento adequados.


Existem fatores que colocam em risco o crescimento dos membros inferiores, dando origem aos encurtamentos adquiridos:

- Infecções articulares em recém-nascidos, que frequentemente comprometem as regiões onde o osso cresce;

- Fraturas que incluem as regiões de crescimento, lesando-as;

- Lesões tumorais benignas próximas das regiões de crescimento.

  O encurtamento surge mais tardiamente, frequentemente acompanhado de 
deformidade progressiva (a perna vai ficando torta), o que prejudica muito a marcha da criança. Quanto menor for a idade da criança, pior será o prognóstico das lesões nas regiões de crescimento dos ossos.



  Importante ressaltar que nem todo o encurtamento visto pela família é real. Existe o que chamamos de encurtamento aparente, ou seja, ocorre devido a patologias que deformam as articulações  e que se manifestam com a falsa impressão de que uma perna é menor do que a outra. Só o médico é capaz de diferenciar o encurtamento real do aparente. O exame físico criterioso é fundamental. No encurtamento aparente, o tratamento é direcionado para a patologia causadora.

  Uma vez definido que o encurtamento é real, devemos saber a idade da criança, diferença atual, onde está o problema (na coxa, na perna, nos dois) e se existe ou não deformidade na perna associada ( "
perna curta e torta" ). Com esses dados podemos fazer a projeção da diferença ao término do crescimento - qual seria a diferença de comprimento se não fizéssemos nada, na idade adulta.

  Existem várias formas de medição do comprimento das pernas. Métodos clínicos, como: fita métrica, teste do conforto - pedimos para a criança pisar com a perna curta, sobre blocos de madeira de altura conhecida, até sentir que as pernas ficam do mesmo tamanho. Métodos de imagem, como: radiografia panorâmica, escanometria.


PLANEJANDO O TRATAMENTO


Quando e como fazer?



  Dependendo do valor da desigualdade na projeção final e da presença, ou não, de deformidade na perna, podemos fazer o plano de tratamento. A estratégia deve ser exaustivamente conversada com a família, esclarecendo prós e contras de cada método, objetivos , etapas, resultado funcional final esperado e tempo de tratamento até o seu término.

Quais são as opções?




Não-cirúrgica: - Compensação no calçado (palmilhas ou elevação no solado do calçado)





- Próteses de extensão: 


  Usado em grandes encurtamentos, geralmente de causa congênita, onde mesmo os alongamentos ósseos seriam contra-indicado. A decisão quanto ao tratamento com prótese deve ser feito o mais precoce possível na vida do paciente, porque permite uma adaptação mais fácil e um melhor desempenho para a marcha.


Cirúrgicas:


- Inibição do crescimento da perna maior, chamado de Epifisiodese (podendo ser feito no fêmur, tíbia ou nos dois ), em idade apropriada e com calculo preciso, levando sempre em consideração a estatura final da criança, que não deve ser prejudicada com o tratamento.


- Alongamentos ósseos, usado para correção de grandes desigualdades, permite também corrigir deformidades. Feito com aparelho externo - Fixador Externo, são presos ao osso com pinos. Exige compreensão da família, entendimento do manuseio do aparelho, cuidados com a limpeza dos pinos. O tempo de tratamento é longo, algumas vezes necessitando de reinternações para ajustes no aparelho.


- Combinação de métodos: Alongamento ósseo com epifisiodese na perna contra-lateral.


  Independente da causa, do valor do encurtamento, da existência, ou não, de deformidade associada, o objetivo do tratamento é fazer com que os pacientes cheguem ao final do crescimento com os membros inferiores bem alinhados e com o comprimento idêntico, ou próximo a isso. Assim garantimos o bom funcionamento articular ao longo da vida, sem dor ou sobrecarga mecânica, além de permitir marcha adequada. Nossa atuação melhora a qualidade de vida dos pacientes.



São considerados bons resultados:


  Pacientes que chegam ao final do crescimento com desigualdades menores do que 2cm e com os membros inferiores sem deformidades (retos).

  Pais e mães que notarem encurtamento nas pernas de seus filhos procurem logo atendimento para um bom acompanhamento e tratamento visando ao final do crescimento terem seus filhos com os membros inferiores corrigidos. O momento adequado e a indicação precisa do método de tratamento garantem ao jovem paciente um resultado final recompensador.

Um abraço a todos,
Dr. Maurício Rangel

369 comentários:

  1. Boa noite Dr. Mauricio!! Minha filha com femur curto congenito foi descoberto com 2 meses e ela tinha 1 cm de diferença ,aos 4 anos a diferença era de 2.4cm no femur e 1.0cm na tibia, com isso fizemos a cirurgia para alongamento, gostaria muito de saber qual vai ser a diferença dela total no final do crescimento? temos como?
    Obrigada desde já!

    ResponderExcluir
  2. Bom dia, o método usado para calcular a diferença final é o conhecido como multiplicador de Paley. Para calcular é preciso uma consulta médica. Sugiro que agende para que possa fazer os cálculos. Tel. para agendamento (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço e continue acompanhando o blog.

    ResponderExcluir
  3. bom dia doutor. eu tenho um filho com 8 anos e de uma semana pracá eu tenho notado diferença na maneira que ele anda, parece que esta com uma perna maior que a outra ou é que esta mais dura em relaçao a outra, não consigo entender muito bem! mas a cerca de um mes ele tem brincado muito com a trotinete, será que é porcausa disso ou pode ser um problema mais grave,tendo em conta que ele ja teve um tumor cerebral? agradecia muito uma resposta, antes de leva-lo ao neurologista. ass: Maria aparecida

    ResponderExcluir
  4. Boa noite Maria Aparecida, provavelmente, seu filho tem uma seqüela motora devido ao tumor cerebral que teve. Essa seqüela motora faz com que um lado do corpo seja mais rígido do que o outro, a marcha seja alterada e as pernas tenham o que chamamos de um falso encurtamento, ou seja, as articulações tem algumas deformidades no lado afetado dando a falsa impressão de que a perna tem menor tamanho. Chamamos de hemiparesia, essa seqüela motora. Para a confirmação diagnostica, seu filho precisa ser examinado pelo ortopedista pediátrico para fazer a programação de tratamento ortopédico. Agende uma consulta para que possa examinar seu filho, tel. para agendamento (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço, continue acompanhando o blog. Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  5. boa noite doutor, meu filho sofreu um acidente com fratura no joelho direito, apos varias cirurgias, ele esta com encurtamento de 3.6cm. Me falaramn que tem uma cirurgia que alonga o ossso ele tem 16 anos, tenho medo de fazer,pois dizem que é mto dolorida, enfim estou muito angustiada.

    ResponderExcluir
  6. Boa noite, sugiro que agende consulta para analise do caso do seu filho e indicação do tratamento, com as explicações necessárias. Tel para agendamento (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço e continue acompanhando o blog.

    ResponderExcluir
  7. Doutor, tenho 38 anos, e uma perna aproxmidamente 5,5 mas curta que a outra. Sera que com esta idade consigo realizar alongamento através de fixador externo? É possivel?

    ResponderExcluir
  8. Boa tarde, existe indicação para alongamento mesmo na sua idade. Para melhor analise, agende consulta (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço, continue acompanhando o blog.

    ResponderExcluir
  9. Boa noite dr.apos uma corrida de 12 min no quartel,senti uma forte dor acima da coxa esq,bem proxima do quadril e ja faz uma semana e nao passa;segundo um fisioterapeuta que me tratou de tendinopatia patelar por mais de um ano,eu tenho segundo ele,uma perna um pouco maior que a outra,patela alta e encurtamento dos mebros inferiores;se nao bastasse meu joelho estalando,pois ainda faço fortalecimento do quadricips,agora veio essa dor na parte da frente da perna,na divisa do quadril.Sera que tenho que usar uma palmilha de lilicone...abraços,sou da barra da tijuca rj... wagnerfazolo@hotmail.com

    ResponderExcluir
  10. Bom dia, sua pergunta foi respondida por e-mail.
    Um abraço.Continue acompanhando o blog.

    ResponderExcluir
  11. Dr. Mauricio, gostaria de saber que tipo de proteses existem para pessoas que tem uma perna menor que a outra. Minha esposa tem uma diferença de 19cm, e não se adaptou com uma bota ortopedica. Existe alguma protese que seja melhor ou feita sob medida?

    ResponderExcluir
  12. Boa tarde, existem próteses de extensão para igualar o comprimento das pernas. São feitas sob medida mas, para prescrição, precisaria de uma consulta medica para exame físico e de imagem adequados. Sugiro que agende consulta, tel (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço, continue acompanhando o blog.

    ResponderExcluir
  13. OI Dr. Maurício eu nasci com uma perna maior q a outra, minha mãe só percebeu eu tinha 5 anos. Hoje eu tenho 30 anos e acho que tenho mais ou menos 3 cm de diferença de uma pra outra. Meu sonho é deixar de ter esse problema sofri 30 anos da minha vida. tem como modificar através de uma cirurgia? o que é feito? Quanto custa um procedimento desses? Me ajuda meu sonho é ser normal, ja sofri muito. Abraço

    ResponderExcluir
  14. Bom dia, sugiro que agende consulta para exame físico e determinação do tratamento. Tel. para agendamento (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  15. Boa tarde doutor. meu sobrinho acabou de nascer sem os dedinhos dos pés.No pé esquerdo faltam todos os dedos, no direito ele tem do dedão e dedinho pequeno. Estava pesquisando e encontrei no seu blog a possibilidade de tar algumas orientações e respostas. Você acredita que ele poderá andar normalmente? Que tipo de prejuizos a falta dos dedos poderá causar? Ele nasceu ha dois dias,aparentemente não apresenta nenhuma outra má formação.

    ResponderExcluir
  16. Bom dia, a ausência dos dedos, isoladamente, não impede a marcha, desde que, o pé seja plantígrado, ou seja, tenha a capacidade de apoiar a planta completamente no solo e, tenha a mobilidade preservada. Precisamos saber se é uma deformidade isolada ou ,existem outros problemas associados. Sugiro que agende consulta médica para que possa examinar a criança. Tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

    ResponderExcluir
  17. Doutor, a mãe dele tem o utero bicorno, essa deformidade pode ter sido causada pela falta de espaço, já que o utero dela é dividido ou meio? Aparentemente a única coisa que percebi é que a gengiva dele não é "retinha" como a dos meus filhos qd nasceram, não sei se isso pode ser considerado uma deformidade. A genviva superior é inteira,mas com umas ondulações pequenas onde seriam os dentes. Doutor nós moramos em outro estado ( Tocantins ) e ele nasceu dia 15/10- espereremos a mãe se recuperar para começar fazer avaliações.Não contamos com esta especialidade aqui na nossa região, com certeza os pais procurarão o que for possível para que se desenvolva o melhor possível. Vou mostrar a sua resposta para eles e certamente faremos novos contatos. Ficaria muito feliz se me respondesse. Obrigada.

    ResponderExcluir
  18. Bom dia, não há relação entre a ausência dos dedos do pé e o útero bicorno. A criança precisa ser examinada, do ponto de vista ortopédico, para saber se há alguma outra malformação congênita associada. Agende uma consulta para que possa examina-lo. Tel para agendamento (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço e bom final de semana.

    ResponderExcluir
  19. Dr. Maurício eu sou estudante de engenharia biomédica e trabalho em uma ortopedia técnica de órteses e próteses. Minha pergunta tem caráter acadêmico e de aprendizagem. Eu gostaria de uma opinião médica sua, com relação a pessoas que tem uma discrepância de altura muito grande com relação a uma das pernas. Como por exemplo, o menino na foto acima que aparece com um calçado de sola bastante alta. Nesse tipo de caso o senhor não acha viável uma amputação transtibial? Não seria melhor do que ficar com uma perna extremamente comprometida, visto que com uma amputação transtibial o paciente preservaria a articulação do joelho e pela experiência que tenho em próteses, os movimentos do indivíduo seriam recuperados quase que em sua plenitude (em casos que a articulação do joelho é preservada). Eu pergunto isso ao senhor, é porque agente vê alguns pacientes que o médico opta pela não amputação (às vezes uma atitude errada de alguns médicos), e que no final essa atitude se revela muito pior do que se ele tivesse executado a amputação. Ressalvo isso em casos que a amputação viria a ser melhor do que deixar um membro totalmente comprometido, sem nenhuma chance de melhora do quadro. Qual a opinião do senhor sobre essa questão?

    ResponderExcluir
  20. Bom dia Daniel, desigualdade de comprimento das pernas, isoladamente, ou seja, membro inferior curto mas, com mobilidade preservada das articulações, sem dor, não seria indicação de amputação. Muitas vezes, os grandes encurtamentos são de origem congênita, podendo haver deformidades em pé, joelho e quadril associado. A recomendação atual para tratamento seria correção das deformidades associadas, com cirurgia, para preparar a extremidade para ser submetida a alongamento ósseo permitindo corrigir o encurtamento. Só pensamos em usar prótese de extensão, nos casos em que a desigualdade de comprimento projetada, for muito grande, em membros curtos com joelho ou pé, malformados, que impossibilitem a correção cirúrgica para torna-lo apto para o alongamento ósseo.
    As indicações para amputação e prótese de extensão seria considerada, para casos de seqüelas traumáticas graves ou seqüela infecciosa, refrataria aos tratamentos reconstrutivos.
    Neste caso, encontramos membros curtos, com articulações rígidas e deformadas, muitas vezes com seqüelas de lesão neurológica periférica, piorando ainda mais a situação pois são membros sem sensibilidade e mobilidade adequada. Os pacientes apresentam queixas dolorosas freqüentes, refrataria a analgesia, dificuldade de locomoção, podendo ter fistulas crônicas nos casos de infecção óssea refrataria. Nestes casos, concordo que a desarticulação e protetizacao pode representar a solução para os problemas crônicos do paciente. A aceitação pode ser difícil por parte do paciente mas, muitas vezes, reconhecem essa como a única opção tendo em vista a falha de outros procedimentos. O paciente pensa sobre a indicação, conversa com psicólogo e após o completo entendimento dos benefícios, podemos fazer essa indicação. Espero ter ajudado na sua pergunta. Um forte abraço, obrigado por acompanhar o blog, prazer falar com você. Bom domingo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O prazer foi meu Doutor! Muito obrigado pela sua atenção e explicação do caso. Enriqueceu mais ainda o meu entendimento sobre o assunto. De fato não tinha levado em consideração a cirurgia de alongamento ósseo, que para alguns casos é a melhor opção mesmo. Complementando o que o senhor disse sobre a aceitação do paciente em receber a amputação, deveria também ser considerado nessa questão a condição financeira do paciente. Sei disso, por que no INCA os médicos ortopedista, apesar de realizaram centenas de amputações em crianças e adultos vítimas de câncer, não esclarecem nada a respeito do custo das próteses. Que se revelam verdadeiras fortunas, trabalhando na área posso afirma ao Doutor, que hoje uma prótese para realizar todo o benefício que um paciente pode obter de forma decente, não sai por menos de 30 mil reais, e uma mais ou menos, está na faixa dos 20 mil. Logo, não é todo mundo que tem condições de arcar com custos desses. Isso levando em conta próteses decentes, porque a oferecida pelo governo, eu nem comento nada,porque é uma vergonha o que fazem com essas pessoas, que passaram por esse trauma, e as oferecem verdadeiros lixos.

      Agradeço sua atenção mais uma vez!

      Excluir
  21. Doutor, fiz uma cirurgia de escoliose há uns 3 anos, mas fiquei com um encurtamento na perna, ou seja, uso uma compensação de 2 cm nos sapatos em uma das pernas. Vale lembrar que eu já tinha uma discrepancia, mas não era notório. Gostaria de saber se é conveniente fazer uma cirurgia para diminuir a outra perna ou se continuo usando a compensação. O problema é que é muito ruim usar esses tipos de sapatos e apenas os que se adaptam ao problema. E conheçe algum tipo de palmilha que posso ser usada? Obrigada desde já.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, não há indicação para cirurgia. Em teoria você não precisa compensar 2cm, eu sugiro que mantenha uma palmilha de couro para compensar 1cm, dentro do calçado. Isso será a única indicação para seu caso. Um abraço. Continue acompanhando o blog.

      Excluir
  22. Boa tarde Dr.

    Por ser de SP, terei dificuldades em passar meu filho com o sr. no RJ. O sr. atende em SP, ou poderia indicar médicos especialistas neste assunto ?

    Grato,

    /Flavio Marcilio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite Flávio, gostaria de te ajudar mas, infelizmente, não conheço especialistas em SP, para te recomendar. Um abraço.

      Excluir
  23. Boa tarde Doutor,

    Meu filho tem 7 anos e está com diferença de 1 cm. entre o cumprimento das pernas.

    A minha dúvida é se 1 cm. é crítico, e se devo compensar apenas com palmilha, ou seria recomendado algum outro tipo de tratamento ?

    Outra dúvida,
    Além de diferença entre o cumprimento, também é perceptível uma leve diferença na espessura entre as pernas, existe algum tratamento para aumento da espessura ? ex. exercícios apenas de um lado, plástica, etc..

    Grato pela orientação,

    Att.

    /Flavio Marcilio

    ResponderExcluir
  24. Boa tarde, a diferença de 1cm precisa ser compensada com palmilha e a criança precisa ser acompanhada durante o crescimento com consultas periódicas. Precisamos saber se a diferença vai progredir durante o crescimento ou se vai ser estável. Com relação a circunferência da perna, exercícios físicos trabalham a musculatura porém, pequena diferença residual na circunferência, não leva prejuízo funcional. Agende uma consulta para examinar a criança e orientar o acompanhamento. Tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço e bom final de semana.

    ResponderExcluir
  25. Boa noite doutor. Tenho 18 anos e me enquadro no problema de fratura na parte do crescimento na perna direita ela acabou crescendo mais tanto que o ossinho do calcanhar direito pega na sola do esquerdo de vez enquando sinto dores no joelho direito e logicamente nāo ando direito ando meio sem levantar o pé esquerdo seila só sei que é estranho minha pisada que devo fazer pode me adiantar algo oque vai acontecer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só posso te ajudar em consulta. Sugiro que agende um horário para exame físico e de imagem. Tel. para agendamento (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  26. olá Doutor Maurício Rangel gostaria que me respondesse á minha pergunta.O meu filho tem 13 anos e notei que ele andava um pouco inclinado para o lado esquerdo fui ao medico e fez exames tem uma inclinaçao na coluna e fez o exame de mediçao de membros e no exame chegou ontem e diz o seguinte:observamos um encurtamento real de 0,61 cm do membro inferior direito em relaçao ao contra lateral isso é grave será que com o crescimento dele poderá piorar ?natalia silva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite Natália, diferenças de comprimento abaixo de 1cm não preocupam. Precisam apenas ser acompanhadas. Seu filho precisa também ser avaliado quanto a presença de escoliose lombar que pode ser a causa de desigualdade de comprimento dos membros.Um abraço e boa semana.

      Excluir
  27. Olá Dr. Maurício, tenho um a sobrinha que esta com os pés visivelmente desiguais e os braços e as pernas um lado mais grosso que o outro. Estamos em duvida por onde começar um diagnostico. Gostaria de uma dica. Obrigada, Fernanda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, o diagnostico chama-se hemihipertrofia congênita. Trata-se de uma patologia em que um lado do corpo cresce mais rápido do que o outro. A circunferência também esta aumentada em relação ao outro lado porém, a circunferência tem comportamento estável, enquanto que o crescimento tem comportamento progressivo. O tratamento exige acompanhamento ortopédico regular, compensação para igualar o comprimento das pernas, até a criança chegar em uma idade adequada, em que conseguimos com procedimento cirúrgico, inibir a velocidade de crescimento do lado maior, para que o lado menor possa crescer até igualar o tamanho das pernas. Marque consulta para que possa examinar a criança e organizar o tratamento. Tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  28. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  29. Boa noite Dr, meu filho esta com 11 meses e percebemos que a perna direita dele e mais curta que a esquerda,da diferença de uns 2 cm, e ele ta querendo anda, mais a perninha direita ele joga ela torta ao mudar o passinho. O que devo pode ser ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde Karla, você precisa marcar consulta para seu filho ser examinado e feito o diagnóstico adequado. Tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço e boa semana.

      Excluir
  30. Boa noite Dr. Maurício , tenho 18 anos e tenho a perna esquerda maior que a direita e da pra perceber até pelo meu quadril quando estou despido mas , acredito não ter uma grande diferença de uma para outra já que nunca senti dores e não atrapalha nada na minha caminhada, gostaria de saber se posso ser eliminado de um concurso publico militar por este motivo. E gostaria de saber em que parte do RJ o senhor atende. Desde já agradeço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, para responder com precisão a sua pergunta, preciso medir a diferença de comprimento dos membros inferiores. Sugiro que marque consulta. Atendo na Barra, Av. Armando Lombardi 1000, sala 231, bloco 2, tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Consultas com hora marcada. Um abraço e boa semana.

      Excluir
  31. bom dia doutor, sou da baixada e tenho 17 anos. Minha perna esquerda éh muito menor do que a direita mais eu nunca senti dores pelo corpo e até consigo fazer exercicios.. queria saber se pode dar algum problema se eu continuar fazendo exercicios. Obg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, sugiro que marque consulta médica para que possa opinar sobre o assunto. Tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  32. BOA TARDE TENHO 33 ANOS E A UM TEMPO VENHO SENTIDO QUE ESTAVA ANDANDO MEIO TORTA E MINHAS CALÇAS SEMPRE DANDO DIFERENÇA NA BAINHA,E ALEM DISSO SENTINDO MUITA DOR LOMBAR,DR.FIZ UMA ESCANOMETRIA DE MEMBROS INFERIORES E FOI CONSTATADO QUE O MEMBRO INFERIOR DIREITO é 0,60 CM MAIOR QUE O ESQUERDO,O QUE ISSO SIGNIFICA?TEM COMO FAZER ALGO TIPO DE ALONGAMENTO PARA VOLTAR A POSTURA?OU VOU TER QUE USAR UMA PALMINHA,POIS ISSO TEM ME INCOMODADO MUITO QUANDO USO UM SALTO.OBRIGADA.Graziella

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, a principio essa diferença de tamanho não tem indicação de cirurgia. Sugiro que marque consulta para que possa examina-lá e definir o seu tratamento. Tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço e bom final de semana.

      Excluir
  33. Olá Dr. Maurício! Muito esclarecedor seu blog e de já fico grata pelas informações. Gostaria de esclarecer só uma dúvida: tenho escoliose, apresentei recentemente bursite no quadril e estou com 1,7 cm de encurtamento da perna, ou seja, a esquerda é menor que a direita. Já passei por 2 ortopedistas que me receitaram apenas fisioterapia e medicamento. Ambos me disseram que essa diferença é insignificante e não preciso usar palmilha! Estou com dúvidas e me custa acreditar nesse diagnóstico. Por favor, encarecidamente me esclareça com o seu conhecimento: devo usar palmilha? Seria viável procurar outro profissional? Muito obrigada e aguardarei ansiosa sua resposta para esclarecer minha angústia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para responder sua pergunta precisaria saber o valor da escoliose, o tipo de curva, se existe obliqüidade pélvica devido a coluna ou devido a desigualdade no comprimento das pernas e se existe alguma contratura articular contribuindo para a diferença no comprimento. Portanto, só em consulta posso ter esses dados. Sugiro que marque horário para que possa dar minha opinião. Tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço e bom final de semana.

      Excluir
  34. sou jonata e sofri um acidaente em 2010 operei o joelho e preciso d uma cirugia na cabeça do femur"protese" e aí algum conselho? obs:não sinto dor.mas fiquei com a perna 5cm menor.

    ResponderExcluir
  35. Respostas
    1. Boa noite, para te dar algum conselho preciso que marque consulta para exame físico e de imagem. Tel do consultório (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  36. Boa Tarde Doutor!

    Existe alguma associação para tetralogia de Fallot e desigualdade de comprimento de membros inferiores?Meu filho tem 7 anos e meio e foi submetido à correção cirúrgica da Tetralogia de Fallot aos nove meses. Há algum tempo venho percebendo que seus membros inferiores são desiguais, desde os glúteos (um pequeno e outro maior)joelhos em alturas diferentes e parece que uma das perninhas não estica totalmente...o pior é que sou fisioterapeuta e não me conformo de ter percebido tão tardiamente. Sou de Santa Catarina e não sei por onde começar a investigação...estou precisando de ajuda, por favor responda-me!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, não há relação entre a tetralogia e a desigualdade nos membros inferiores. Pelo que vc descreve parece ser hemihipertrofia congênita, ou seja, uma patologia em que a circunferência dos membros e o comprimento são progressivamente diferentes. Um lado do corpo cresce com uma velocidade um pouco maior em relação ao outro. Sugiro que marque consulta para completa analise do caso e indicação quanto ao acompanhamento e tratamento. Na hemihipertrofia a desigualdade no comprimento inicialmente pode passar despercebido mas, a medida que a criança vai crescendo, a diferença no comprimento fica evidente. Caso venha ao RJ, será um prazer atender seu filho, marque horário. Tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço e feliz 2013.

      Excluir
  37. boa tarde doutor, minha filha hoje com 7 anos, tem uma diferença de mais de 4cm de uma perna para outra, a perna mais curta(direita) e curva, ano passado ela fez uma cirurgia para correção de uma sub-luxação do quadril esquerdo, ocorreu tudo bem, estou preocupado pq o médico que fez a cirurgia dela, disse que era para aguardar ela obter uma idade mais elevada para pode mexer nessa diferença, o braço direito dela tbm é menor que o esquerdo em mais de 4cm, o pé direito dela tem uma numeração a menos que o pé esquerdo, percebemos isso quando vamos comprar algum calçado pra ela, o que devo fazer, aguardar ou ouvir outro médico

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, só tenho como responder sua pergunta se examinar sua filha. Sugiro que marque consulta para que possa dar minha opinião. Tel. (21) 3264-2232/ (21) 3263-2239. Um abraço e feliz 2013.

      Excluir
  38. Boa tarde Dr. eu tenho 26 anos de idade, e tenho uma perna mais curta do que a outra desde quando eu nasci. Meus pais nunca foram atras de médicos. Eu acho que a diferença é de mais ou menos uns 2cm. como faço pra agendar uma consulta?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde Elvis, tel. para marcar consulta (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço e Feliz 2013.

      Excluir
  39. tenho 16 ano .Doutor moro em campo grande ms tenho 3.1cm de encurtamento na perna esquerda ja fui em varios medicos ,e nao quero mais usar palmilha e limita muito ,sei das cirurgias nao posso faser a do grampo
    porque ja esta fechada oque e aconselhvel doutor?

    ResponderExcluir
  40. Boa tarde, a provável indicação é de encurtamento cirúrgico da perna maior.Sugiro que marque consulta para exame fisico e de imagem para confirmar a sua indicação. Tel. para marcar consulta (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. doutor nao e possivel .pois moro em campo grande ms. mais uma cirurgia dessa a recuperaçao total em qtn tempo? pois tenho uma vida ativa de jogar futebol, academia ,intende essa cirurgia e muito complicada,irei a medico essa semana e volto a falar com o doutor. abraço.

      Excluir
  41. OOA.DR.A 11 ANOS ATRAS(NA EPOCA TINHA 20 ANOS) FRATURTEI A TIBIA E COLOQUEI UMA ASTE COM PARAFUSO.NOTO Q MINHA PERNA,NA PARTE DEBAIXO FICOU UM POUCO TORTA(EM !"VARA" SE N ME ENGANO É ESTE O TERMO USADO ).GOSTARIA DE SABER O PQ ACONTECEI ISTO E SE TEM COMO MELHORAR ESTETICAMENTE FALANDO.GRATA E NO AGUARDO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, para responder sua pergunta preciso fazer exame físico e ver os exames de imagem. Para isso, marque consulta, tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  42. Dr. tenho a perna esquena menor (3,0centimetros) desde criança tenho esse problema e a alguns anos parei de usar a palmilha e ando sentindo muitas dores principalmente quando fico muito tempo em pé.
    E isso acaba dificultando minha vida pois por esse motivo sair do meu emprego pq ñ aguenta mais quando chegava em casa pois sentia muitas dores. Agora quero fazer concurso e quero colocar para cotas de defiente físico, tenho 18anos e gostaria de saber se isso é possivel?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, sua pergunta exige consulta ortopédica para exame físico e conclusões sobre seu caso. Tel. para marcar consulta (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  43. Boa noite Dr. Mauricio. O srº atende apenas particular ou por planos de saude? Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, atendo plano de saúde e particular. Tel. para marcar consulta (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  44. Boa Tarde DR meu filho tem 2anos e 4 meses ele nasceu com os dois pes tortos congenitos,e o pe direito com tres dedos e o esquerdo com quatro,ai percebermos logico que um pe era maior que o outro.Então por quase 1ano e meio de tratamento com gesso,fez a cirurgia para alongar o tendoes de aquiles,fez uso do aparelho dennis drows ,que agora so usa pra dormir.Bom ainda nao tivemos um resultado satisfatorio pois meu bebe ainda tem os pes tortos , e percerbemos agora que a perna direita e mas curta que a esquerda,por favor me de uma orientaçao,desde ja agradeço.um forte abraço...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, vc precisa marcar consulta no consultório para que examine a criança e possa dar minha opinião sobre o tratamento. Tel do consultório (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  45. Boa noite, Doutor. Parabéns pela tempestividade nas respostas. Tenho 45 anos e uma diferença no tamanho das pernas de aproximadamente 2 cm. Dá pra pensar em cirurgia com essa idade?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, depende da repercussão que essa diferença esta proporcionando no organismo. Precisa ser avaliado a presença de escoliose compensatoria, lombalgia crônica e intermitente, dor no quadril por sobrecarga mecânica que seriam indicativos de problemas devido ao encurtamento do membro inferior. Sugiro que marque consulta para analisar seu caso, tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  46. Boa noite, Doutor. tenho uma perna menor do que a outra, e um dos meus pes e diferente do outro (que e menor e torto com 3 dedos )ja foi no medico mas eles nao falarao o nome da doença .... gostaria de saber o nome da doença. (conheci pessoas que tinha alguamas caracteristicas do meu problema ... isso poderia ser a mesma doença ?/ qual o nome dela ?? obrigado desde jaa!! (y)

    ResponderExcluir
  47. boa noite doutor MEU NOME E ESTEVÃO ... minha perna e menor do que a outra do joelho pra baixo e tenho 3 dedos em uns dos pes.... eu ja fiz uma cirurgia quando tinha 8 anos de idade, porque tinha 4,0 ct de diferança (mas agora eu tenho uns 5 ou 6 ct de diferença ) para mim a cirurgia pioro meu problema. hoje eu tenho 16 anos ... isso era para acontecer? bom eu tinha 4 ct e agora eu tenho 6 !! porque isso aconteceu? o medico q me opero disse para mim q minha perna direita (q e a q eu tenho o problema ) e lenta no crecimento comparado da outra... mas ele nao me disse o nome da doença eu queria saber o nome, ja q eu conheci pessoas q tinha algumas caracteristicas do meu problema... (bom entao, acho q e uma doença comum !! )né?! eu ja usei sapato especial mas nao deu muito certo devido o meu problema com o meu pe... hoje eu eu tenho uns 6 ct de diferença e ta ficando um pouco dificio andar ja q estou na face da adolecencia ( eu cinto muita dor para anda divido o esforço q eu faço para anda normal ´tem pessoas q nem percebe q eu tenho problema de tanto q eu esfoço para andar` doutor eu queria saber se voce teria uma opiniao sobre o q eu devo fazer !! tipo, minha mae ta vendo se vai ter q fazer outra cirurgia, mas ate la, eu nao tenho oq fazer para melhora a minha dor, poq eu nao tenho como usar um sapoto especial para melhorar minha dor ( eu ja usei mas nao deu certo porq eu fico virando o meu pe devido o meu problema de ter tbm o pe meio torto e se o tenis for alto de mas eu poderia torcer o pe (de novo) ja q tenho 6 ct de diferança ... ogrigado desde ja ( adorei o blog) (y) {ESTEVÃO}

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, suas perguntas exigem resposta em consulta médica. Sugiro que marque horário no consultório, tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  48. E PQ ISSO ACONTECEU COMIGO FOI ALGUAMA COISA Q MINHA MAE FEZ GUANDO ESTAVA GRAVIDA DE MIM? OU ALGO ASSIM ? ( ESTEVAO ) OBRIGADOOO (Y)

    ResponderExcluir
  49. Boa tarde Dr. Minha filha tem 7 meses e nasceu com a perna direita menor do que a esquerda. NO caso, o femur direito e menor do que o esquerdo. O restante da perna e igual e do mesmo tamanho.Ainda não sabemos se ela possui algum tipo de deficiencia no quadril. no caso, quais são os tipo de de cirurgia de alongamento que existem? ela necessita fazer tratamento clinico? existe algum esporte recomendado que possa auxiliar no desenvolvimento da perna? O sr. faz a cirurgia de alongamento? sei que existem varios tipos de femur curto congenito. No caso dela ha uma deformidade na região proximal do quadril. Sou carioca, mas atualmente moro em são paulo. segue meu email: gabriela.jss@hotmail.com . Aguardo informações. Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, sua pergunta foi respondida por e-mail. Um abraço.

      Excluir
  50. queria saber como faço pra fazer uma cirurgia eu tenho uma perna maior que a outra pouca coisa acho que eh 2cm ai como faço pra fazer um tratamento para alinhar elas certas sou de sao paulo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, você precisa marcar uma consulta médica ortopédica. Caso venha ao RJ, será um prazer atende-lo, tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço e bom final de semana.

      Excluir
  51. Boa noite, Dr. Mauricio sofri um acidente a 10 anos atras, e durante a recupareação tive embolia gordurosa, fiquei 15 dias em coma e depois da recuperação não tive nenhuma sequela mais grave, apenas o membro inferior direito ficou 2,0 cm mais curto. Devido a esta diferença estou tendo problemas na coluna, como escoliose. Ouvi falar que tem uma cirurgia que pode ser feita para acabar com esta diferença, porém como já tive complicações graves, tenho medo de enfrentar uma cirurgia. Há algum risco de ter embolia novamente nesta cirurgia, ou qualquer outro tipo de complicação?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, qualquer procedimento cirúrgico sempre envolve alguns riscos.
      Sugiro que marque consulta para analisar seu caso. Tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço e boa semana.

      Excluir
  52. Olá! Eu tenho 21 anos e nasci com uma diferença entre um fêmur e o outro e essa diferença só foi crescendo, hoje meu fêmur esquerdo é quase 12cm mais curto do que o direito! Não ando mancando, nem com ajuda de aparelhos, ando na ponta do pé esquerdo, igualando os dois. Mas eu gostaria de saber se no meu funcionaria a cirurgia para a colocada do aparelho externo com pinos. O senhor poderia me dizer o orçamento que todo o processo cusria? Desde já agradeço! Se quiser me responder por email, fique a vontade. Abs. natalialvim@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, sua pergunta foi respondida por e-mail. Um abraço e boa semana.

      Excluir
  53. Boa tarde.
    Meu filho está com uma perna menor com a outra devido a uma lesão no nervo causada por uma injeção mal aplicada.
    Os médicos da minha cidade me aconselharam a natação e judô como tratamento. me disseram ainda que lesões como essa tendem a ser irreversíveis.
    Tenho observado que a diferença entre as pernas está cada dia mais notável.
    Gostaria de sua opinião sobre o caso, e caso não seja a sua especialidade, me sugira algum outro profissional.
    Desde já grata.

    Ps.: Meu filho tem 04 anos
    mirianne.esteves@gmail.com.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, sua pergunta foi respondida por e-mail. Um abraço.

      Excluir
  54. Olá boa tarde,Dr.Mauricio Rangel meu nome é Wanessa tenho 24 anos e já há muito tempo que percebi uma perna minha menor que a outra mas quando fui a um ortopedista com +ou- 12 anos o mesmo me disse que não era caso de preocupar não então deixei passar mas só piorou e hoje sinto muita dor quando ando muito ou quando faço algum outro tipo de exercício então resolvi procurar um outro médico e dessa vez ele me pediu uma escanometria o que comprovou que minha perna direita é mais curta que a esquerda 3,5 mas eu tenho lupus e fui na minha médica e ela me disse que só ia me liberar pra fazer a cirurgia caso ouvisse outra opinião fui então até outro médico e ele me orientou a fazer mesmo a cirurgia vou fazer mas corro algum risco o Sr. saberia me informar?E pra completar minha sobrinha também esta começando a entortar a perna é normal isso acontecer na família?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, só posso fazer comentários sobre cirurgia em pacientes que foram examinados por mim. Sugiro que marque consulta, tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  55. Boa noite Dr... Minha filha foi ao ortopedista, sta com 1 perna menor q a outra 1cm ele prescreveu natação, RPG e a proibiu de fazer Ed Fisica; ela gosta muito de dançar coreografia na igreja e karatê ele proibiu e isso mesmo? ela tem 12 anos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, não há nenhuma contra indicação para a pratica esportiva.Maiores esclarecimentos, marque consulta tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  56. Ola dr. devido a 2 cirurgias que eu fiz, uma na tibia e outra no quadril, eu ganhei uma diferença de 2cm em uma perna e outra . tem algum modo de igualar as duas pernas novamente? .. tenho 16anos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, existe cirurgia para correção desta diferença de comprimento. Sugiro que marque consulta para exame físico e de imagem e definição da sua indicação. Tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  57. Boa tarde, meu nome lidiana tenho um filho que tem a perna e o pé menor que o outro ele tem 4 anos e 8 meses,ele também não dobra os joelhos, o médico dele disse que é má formação ossea.sim ele tem 3,5cm de diferença de uma perna pra outra e um pé calça 27 e outro 24 o que eu faço ,meu filho vai ficar um homem com pé de criança?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, preciso examinar a criança, na consulta, para poder responder sua pergunta. Tel. para marcar consulta, (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  58. Minha filha fez uma escanometria, e deu uma diferença de 0,7cm nos membros inferiores, o médico disse que até 1,0cm nao precisa me preocupar, ela tem dois anos, mas mesmo assim me sinto angustiada, qual o limite de diferença considerada normal nos membros inferiores?

    Flávia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde Flávia, não fique preocupada. Sua filha não precisa de tratamento no momento. Precisa ser acompanhada durante o crescimento. Maiores esclarecimentos, marque consulta, tel. 3264-2232/ 3264-2239. Um abraço e bom final de semana.

      Excluir
  59. boa tarde doutor meu filho tem 10 anos e começou a queixar-se que lhe doia um calcanhar ,levei num ortopedista e fiz rx o ortopedista disse ke ele tinha a doença de crescimento irregular ,eu perguntei se ele podia jogar futebol ele respondeu que quando dói não ,e quando não doer pode fazer vida normal assim como jogar futebol e tudo .Gostaria de saber a sua opiniao ele deve continuar a jogar futebol ou nao ?Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Dor no calcanhar, nesta idade, geralmente ocorre devido a uma inflamação na inserção do tecido da planta do pé na região do calcanhar conhecida como apófise do calcaneo. Essa patologia tem evolução benigna com eventuais episódios de recidiva do quadro doloroso. Utilizamos medicamentos analgésicos, exercícios fisioterapicos de alongamento da fascia plantar e panturrilha e repouso dos esportes,só nos períodos sintomáticos. Uma vez livre dos sintomas, a atividade física fica livre. Um abraço.

      Excluir
  60. Boa Noite. Doutor eu tenho impe lordose uma coluna bem complicada mas isso não e o caso o mais constrangedor e que minha perna direita ela e muito encurvada e não consigo encosta a parte de trás do joelho no chão e quando eu ando ou corro fico mancando de mais e as pessoas olham pra mim entranho mas já to acostumado. Queria saber ser tem um jeito de melhora esse jeito de andar. Eh outra já fui em dois hospital Sara Cubri cheque em Brasilia e fui na cidade onde eu moro em Uberlândia e eles falão que isso e normal e não tem jeito que isso não vai me atrapalha em nada .
    So que hoje sinto dor nas perna quando eu ando . Faço aeróbica e exercisio na academia normal . Obrigado pela atenção abraço .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, para responder sua pergunta preciso examina-lo em consulta. Tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  61. Boa tarde!Dr. Mauricio, meu filho esta com 13 anos, e quando tinha 2 anos sofreu uma queda que resultou em uma fratura de fêmur, na época foi feita redução gessada.Fiz acompanhamento por um longo período do crescimento osséo, porém hoje depois de uma escanometria deu uma diferença femural de 25mm. Dr. ainda tem tratamento para o meu filho????
    Me manda endereço do seu consultório por email .
    studioc.cabelos@yahoo.com
    Grata Cristiane

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, sua pergunta foi respondida por e-mail. Um abraço.

      Excluir
  62. Boom dia Doutor ! , tenho 15 anos e 6 cm de diferença entre uma perna e outra , antes disso aos 12 anos fiz uma cirurgia para paralisar o crescimento da perna esquerda ( Que é a maior ) para que a menor crescesse e igualasse . 3 anos se passaram e a cirurgia não deu resultado pois meu crescimento já estava completo, continuo com 1,72 e cada dia que passa percebo que a perna menor entorta e tem menos massa muscular do que a perna esquerda que é a perna maior , não sei mais o que eu faço nem meus pais , me incomoda muito pois sinto que ando mancando e minha coluna dói muito por causa da perna e da anestesia que tive que receber para fazer a cirurgia . Se poder me ajudar
    Email :
    ed-lene2013@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, sua pergunta foi respondida por e-mail. Um abraço.

      Excluir
    2. tenho 14 e sinto essas mesma dor sinto que manco muito tbm e muito ruim pois pessoas riem da nossa cara...

      Excluir
  63. Boa noite ! Não chegou no meu Email , pode responder por aqui mesmo ? , Obrigado! ''16 de Fevereiro de 2013 11:49 Anônimo ''

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, marque consulta médica para analisar seu caso. Pelo descrito, sua provável indicação é cirúrgica com osteotomia corretiva com alongamento ósseo. Tel. do consultório (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  64. boa tarde.tenho 25 anos e tive febre reumatica co 7 anos ,devido a este fato tenho uma perna com 3 cm de diferença e esta perna e bem fina. musculaçao tem como deixa a perna mais proxima da normal na grossura existe outro tratamento para meu caso pois me encomoda muito esteticamente.fernanda teresopolis rio de janeiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde Fernanda, sugiro que marque consulta médica para analisar seu caso. Tel.do consultório (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  65. O pé esquerdo do meu bebê possui 4 dedos e é bem menor que o pé direito. Em consulta ao ortopedista, primeiro mês de vida, foi identificado, através de radiografia, tíbia, fíbula, tálus e calcâneo à esquerda menores que à direita. Agora, ao sexto mês de vida, nova radiografia foi solicitada apresentando o seguinte diagnóstico: encurtamento de cerca de 9,5mm no comprimento fêmero-tibial total esquerdo. Ilíaco direito altura 0,3mm menor que o esquerdo. Desvio em varo do eixo fêmoro-tibial bilateralmente. Sempre que possível faço pesquisa na web sobre o assunto mais confesso que estas leituras só me deixam mais apreensiva. O que pode ter causado esta mal formação? Há tratamento (perna e pé)? O que o Dr. pode dizer a respeito?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, a hemimelia fibular cursa com ausência de dedo no pé e encurtamento do membro inferior. O tratamento visa normalizar o comprimento do membro inferior e manter as articulações bem posicionadas e funcionantes. Sugiro que marque consulta para a programação do tratamento. Tel. do consultório (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  66. Doutor,
    Tenho 28 anos e ultimamente estou sentindo queimores nas pernas,
    sinto que esta visivelmente mais fina que a direita, e sinto ja um pouco de dificuldade para andar, e dores lombares e na coluna, devido a pisada da esquerda que é a perna menor.

    estou preocupado nao sei como proceder

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, sugiro que marque consulta ortopédica, tel. do consultório (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  67. Boa noite doutor,ja tenho quase 20 anos,quando eu nasci o médico disse para minha mar q a diferença entre as pernas eram minimas,por isso nao usei a bota..eu tbm nunca reparei,mas de uns 2 anos pra ca q confirmei,minha perna direita é mais curtar,a esquerda é maior,e quando estou parado ela se dobra pra tras,e eu fico tipo caido mais pra esquerda..sera q tem tratamento ainda ? Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, sugiro que marque consulta para avaliação ortopédica do seu caso. Tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
    2. mas moro em São Paulo doutor,aguardo sua resposta

      Excluir
  68. BOA NOITE DR Mauricio,

    Se eu morasse no Rio iri consultar com vc..

    Minha perna e curta 1cm e sinto dormencia no tetao... Uso paumilia no tenis mas mesmo assim sinto que manco um pouco hoje tenho trinta anos, sempre alongando mas ainda minhas pernas nao se igualou..

    Se existisse um cirurgia para alongar e meu p'e mexer, ficaria realizada nesta encarnacaoo.. Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, sugiro que agende consulta para avaliação médica do seu caso. Te. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  69. Boa tarde dr., gostaria de uma informação fiz um exame de escanometria e o membro inferior esquerdo foi 0,5 cm menor em relação ao membro inferior direito, isso é normal? Gostaria de saber quais os critérios de normalidade, pois fiz o concurso e passei. Então eles exigem o exame escanométrico. Agradeço pela atenção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, 0,5cm não precisa de tratamento e não leva a nenhum prejuízo funcional para as atividade, inclusive físicas.Um abraço.

      Excluir
  70. Obrigado dr. Maurício seu blog esta de parabéns e fique com deus.

    ResponderExcluir
  71. Dr. Maurício Rangel,

    Tenho 25 anos, percebi encurtamento nas pernas já na idade adulta. Eu acredito que tenha aproximadamente 2,5 cm de diferença entre as duas pernas, já fiz o raio X com uma visão frontal das pernas e foi detectado apenas 0,9 cm; em seguida percebi que as minhas pernas não esticam completamente, ou seja (se sento no chão com as pernas esticadas, a parte traseira do joelho não toca no chão), acredito que por conta disso o raio X de visão frontal não detectou a diferença completa. Meu joelho da perna menor tem estalado bastante. Minhas dúvidas:
    - Existe algo que eu possa fazer para conseguir esticar a perna completamente?
    - Existe algo que eu possa fazer na idade adulta para minimizar esta diferença?
    - Este estalo na perna inferior pode ser algum sinal de alerta de problema futuro?
    - Qual é o melhor exame para detectar a diferença real entre as duas pernas?

    Desde já agradeço a sua atenção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, suas perguntas exigem uma consulta médica para exame físico e programação do tratamento. Sugiro que marque horário. Tel. (21) 3264-2232/ (21)3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  72. Boa tarde Dr. Maurício. Meu filho têm 13 anos recém completado. Em exame de radiografia por um trauma recente observou-se discreta escoliose. Em avaliação posterior foi verificado Báscula de bacia e complementado com Escanometria de MMII que mostrou diferença de 1,5 cm do tamanho ( 1,1 cm no fêmur e 0,4 cm na tíbia). O mesmo não apresenta nenhuma alteração significativa da marcha, não tem dores articulares ou outros sintomas. O Doutor recomenda algum tratamento? Desde grato. Atenciosamente. João Henrique

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, recomendação de tratamento só pode ser feito após avaliação física da criança na consulta. Sugiro que marque horário tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  73. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  74. Boa tarde doutor, tenho 17 anos e tenho as pernas menores do que o tronco, acho feio.. existe algum tratamento ou cirurgias pra esse problema?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, vc precisa ser examinada em consulta. Sugiro que marque horário, tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  75. Boa tarde Doutor Maurício Rangel tive um tumor no fémur(TCG)e tive que fazer uma Artrodese e Osteotomia ,fique com a perna direita inflexível e menor que a esquerda.Hoje com 30 anos quero retomar a minha vida e trabalhar,porém as empresas exigem um laudo médico atestando minha deficiência eu gostaria de saber se o meu caso se enquadra no caso de monoparesia ou monoplegia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, seu caso não se enquadra em monoplegia ou monoparesia.
      Um abraço.

      Excluir
    2. Bom dia,mas então não sou considerada como deficiente,apesar de ter essa deficiência?

      Excluir
  76. Ola Doutor... tenho uma bebe de 01 ano e 02 meses e em sua ultima consulta foi identificado uma diferença de 05cm entre as pernas. Estou aflita... o que posso fazer? Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, sugiro que marque consulta para avaliar a criança.
      Tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  77. boa noite,tenho um sobrinho de 09 anos q tem uma diferença nas pernas de 14cm, gostaria de saber qual é o procedimneto, o tratamento para essa diferença nas pernas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, marque uma consulta para avaliar o caso e indicar o tratamento. Tel. do consultório (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  78. Bom dia Dr. Maurício, no meu caso, tenho um amigo que sofreu um acidente de carro a vários anos e teve uma perna encurtada, você poderia aconselhar uma empresa que faça sapatos sobre medida para ele?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, não conheço locais para te recomendar. Um abraço.

      Excluir
    2. Boa tarde Peterson,se seu amigo tiver um laudo médico com os centímetros de diferença entre as pernas,os sapateiros adaptam .Um abraço!

      Excluir
  79. Bom dia,mas então não sou considerada como deficiente,apesar de ter essa deficiência?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, seu caso se enquadra em anquilose articular.um abraço.

      Excluir
    2. Obrigado pela atenção e esclarecimento.Um abraço!

      Excluir
  80. boa noite! Sou de São Gonçalo, e gostaria de saber onde posso comprar uma solar eu tenho uma diferença de mas ou menos 1cm mas eu so tenho um laudo com o tamanho da diferença,onde eu posso ta encontrando essas solas...
    Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, entendo que esteja falando sobre palmilha para compensar a diferença de tamanho. Precisam ser feitas sob medida com técnico em palmilhas. Um abraço.

      Excluir
  81. Bom dia! Sofri um acidente de moto há 7 anos e fiquei com um encurtamento de aproximadamente 2,7 cm(segundo escanometria)na perna esquerda,(tíbia) desde então usava compensação de 2,7,isto foi o que os fisioterapeutas recomendaram na época, acontece que resolvi ir a um ortopedista em Julho do ano passado para ver o que ele me diria, ele então me disse não ser necessário compensar toda a diferença, me passou uma receita de compensação de 1,5cm, como sou muito preocupado com isso, tenho medo de diminuir tanto a compensação, passei desde então a usar compensação de 2cm. Vale lembrar, tenho hoje 31 anos. Corro algum risco, Doutor? Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, a princípio não corre risco nenhum.
      Maiores esclarecimentos só com consulta médica e exame físico adequado. Marque horário, tel (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239.
      Um abraço.

      Excluir
  82. tenho a perna maio que a outra oque devo fazer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, marque consulta para avaliação do seu caso. Tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  83. boa noite.tenho um filho 2anos e8meses de ums dias pra ca venho obsevando ele andar e percebi a ele tem uma perna maior doque aoutra por favor me ajude to muito preocupa com ele so q moro em nova brasilandia no estado de rodndonia doutor oq devo fazer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, a criança precisa ser examinada em consulta. Caso vanha ao RJ, será um prazer atende-la. Tel. do consultório (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239.
      Um abraço.

      Excluir
  84. Ola Dr.,Meu Nome é Walmor,eu tenho uma diferença de 5cm entre o fêmur direito e esquerdo, trata-se de um problema congênito, gostaria de saber se existe a possibilidade de meus filhos nascerem com o mesmo problema? Em minha família, tanto materna quanto paterna, não houveram casos deste problema nem anteriores a mim nem posteriores!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, sempre existe embora a possibilidade seja pequena. Um abraço.

      Excluir
  85. Bom dia Dr Mauricio,
    minha filha de 13 anos fraturou a tíbia e vai fazer uma cirurgia pra colocar placa, será que isso vai afetar o crescimento?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, depende do tipo de fratura. Um abraço.

      Excluir
  86. Oi Sr Mauricio. Tenho 14 anos e uma diferença de 4 milimetros de uma perna a outra na altura do femur. Sinto a diferença quando faço atividade fisica,como corrida, é aconselhave usar palmilha? Há contrindicaçoes quanto à pratica de algum esporte?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, essa diferença não precisa ser tratada. Esportes são livres. Um abraço.

      Excluir
    2. Bom dia Dr Maurício, Há 10 anos sinto muita dor nas costas e tórax. Minha perna direita tem 1,5cm menor que a esquerda, será que essa diferença é a causa dessa dor?

      Excluir
    3. Boa tarde, marque consulta para analisar seu caso. Tel do consultório (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  87. Boa Noite Drº , me chamo Andréia, e nasci com luxação congenita no quadril. Quando pequena, foram feitas varias tentativa, usei botos, aqueles cinto ortopédicos acompanhados de botas,e não obtive resultado. Mas sempre andava, sentia dor no (femur) Mas logo, passava.. Hoje tenho 30 anos, e cada vez mais to sentindo que estou perdendo o movimento da perna direita, ao levar e sentindo mais ainda que está amentado a diferença de uma para outra.... Sou de são paulo, Dr.... e me mudei recentemete para cá, e não conheço um bom otopedista.... Me ajude! Obrigado...
    Que exercicios é bom pra eu fazer???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, sugiro que agende consulta para exame físico e de imagem do seu quadril e definição do seu tratamento. Tel. do consultório (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  88. DOUTOR BOA NOITE, BEM EU SOFRI UM ACIDENTE E FRATUREI A PERNA ESQUERDA E FIQUEI COM DOIS CENTÍMETRO MAIS CURTA TENHO MUITA DOR NAS COSTAS SOFRO MUITO COM ISSO, MEU MÉDICO DISSE QUE NÃO EXISTE SOLUÇÃO PRA ISSO. BEM CIRURGIA DEVOLVERIA O COMPRIMENTO NORMAL DEVOLVE MINHA VIDA NORMAL ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, para responder sua pergunta preciso examinar em consulta médica. Sugiro que marque horário, tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  89. bom dia doutor. tenho 25 anos e estou prestando um concurso para a pm do MA, fiz um exame de escanometria pela técnica juan-faril e o laudo constatou que o meu membro inferior esquerdo é maior 0,11 mm em relação ao membro inferior esquerdo. não sei se essa diferença é relevante, ou se vai trazer algum problema para o concurso ou pra minha saúde. o doutor pode me exclarecer essas questões? isac.computer@gmail.com

    ResponderExcluir
  90. correção! o direito é maior que o esquerdo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, sua pergunta foi respondida por e-mail. Um abraço.

      Excluir
  91. Olá Dr.
    Sou fisioterapeuta e atendo um paciente de 6 anos hemiplégico à esquerda em consequência de PC. Existe uma diferença de 0,7cm em membro esquerdo comparando com o direito. A principio não achei a diferença tão significativa. Gostaria de saber se existe um valor considerado "normal". Até quantos cm a pessoa pode ter uma diferença entre os membros, sem que a prejudique? Voltando ao meu paciente...observando o RX de quadril constatei que o quadril direito está um pouco acima do esquerdo, não tem escoliose. Acredito que esta elevação poderia ser pela diferença de tônus entre os hemicorpos, pois eleva o ombro direito e inclina o tronco para a equerda...Qual a sua opinião?? Agradeço desde já e parabenizo pelo blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite Priscilla, na hemiplegia freqüentemente há encurtamento aparente no membro inferior envolvido. Contratura em flexão do quadril, contratura em flexão do joelho ou eqüino do pé, geralmente são os responsáveis pelo aparente encurtamento. O encurtamento do seu paciente nao preocupa. O tratamento deve ser direcionado para identificar e tratar as contraturas articulares. Caso precise da minha opinião, encaminhe a criança para avaliação ortopédica no consultório, tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  92. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  93. Tudo bem Dr. Mauricio

    No dia 18/05/2013, eu e meu amigo socorrermos um menino de aparenemente 12 anos que caiu do skate numa rampa em forma de piscina. Quando ajudavamos, meu amigo movia lentamente a perna dela para colocar no lugar e ele dizia "ESTA DOENDO CARA", algum tempo depois quando chegou o SAMU, os bombeiros também moviam lentamente a perna e ele dizia "O OSSO", isso ele queria dizer que o osso estava doendo e sua coxa estava quebrada. Com esse caso, ele pode ter uma perna curta?

    Alberto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, provavelmente trata-se de uma fratura do fêmur. Quando tratada adequadamente nao deixa nenhuma seqüela. Um abraço.

      Excluir
    2. Obrigado Dr. Rangel

      Mas eu gostaria de saber se a perna do menino talvez vai crescer normal ou ficar menor que a outra. Nisso mesmo que ele é meu desconhecido eu torcerei para ter as pernas normais.

      Excluir
    3. Boa tarde, para te responder isso precisaria ter atendido o adolescente em consulta. Portanto, não tenho como responder sem saber o caso exato do adolescente. Um abraço.

      Excluir
  94. Bom dia Dr! tenho 17 anos e tenho uma diferença de 1 cm e pouquinho no comprimento de uma das pernas, percebi isso quando tinha 15 pra 16 anos, tenho escoliose também, minha coluna é tipo um S só que mais reto rsrs fui ao ortopedista, ele me indicou palmilha ortopédica para corrigir, eu uso, mas só quando estou de tênis que é quando vou a escola, queria saber se adianta alguma coisa não usar sempre??? e se devo fazer mais alguma coisa...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, a palmilha deve ser usada sempre que for caminhar distãncias maiores.Um abraço.

      Excluir
  95. boa noite Dr. Maurício meu nome e cristina moro no interior de pernanbuco não tenho chance do meu filho ser consutado pelo senhor infelizmente mais gostaria de uma resposta sua se posivel. Tenho um filho de 6 anos,E segundo escanometria ele tem 1,8cm,de diferenca ven cendo aconpanhado desde os 2 anos de idade,o unico tratamento ate hoje e usar palminha para conpensar e conpensação nas sandalias dele, tem mais algun procedimento a ser feito neste momento o que devo fazer por favor mim ajude pois estou muito preocupada, ele e muito pequeno para passar por essa cirurgia dolorosa,muito abrigada. se quiser mandar a repostar po email agradeco e: jacirumao1@hotmail.com.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, o tratamento neste momento esta correto. Um abraço.

      Excluir
  96. Olá Drº Maurício, eu tenho a perna curta, aos 03 anos de idade fiz a cirugia de alongamento, hoje tenho 24 anos, e durante esse período, já fiz natação, fisioterapia, musculação.
    Moro no interior da Bahia, meu ortopedista me receitou fazer natação, porém aqui não tem, e sinto dores na perna, no joelho, na lombar, e ando na ponta dos dedos, quando eu forço o pé e a perna consigo colocar ele todo no chão, mas isso é bem raro, e quando ando meus joelhoes tendem a bater um no outro, devo procurar orientação médica, ou é normal. Fazer musculação é permitido ou agravaria o caso? Sendo que a diferença é de 01 cm e pouco ou menos, não sei exatamente, porém sinto que a medida que os anos passam a perna mais curta tem ficado mais fina. Agradeço desde já sua resposta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, sua pergunta exige consulta medica. Sugiro que agende horário, tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  97. Ola! As dores relacionadas de um membro inferior menor a outro, podem ser confundidas com alguma patologia ossea relacionada a quadril, articulação do mesmo, e ou muscular ( sindrome do piriforme, ou ciatalgia).... ????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, pode.Maiores esclarecimentos marque consulta, tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  98. Doutor tenho 20 anos e tenho um braço mais fino que o outro em média uns 2 a 3 cm me sinto muito envergonhado quando algum "amigo" meu percebe e começa as 'piadas' já faz um tempo que só ando de camisa de manga longa e blusas já não aguento mais ficar me escondendo sempre envergonhado , será que existe uma solução para isso ? Alguma cirurgia , malhação ou alguma outra solução? Email : 4r.brad@yahoo.xom.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, sugiro que marque consulta médica para ser examinado e determinar o tratamento. Tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  99. Bom dia Doutor,
    me chamo Luiz tenho 19 anos tenho o MIE 3,6 menor que o membro MID,queria saber que tipo de tratamento o sr. aconselharia para esse meu caso, as vezes algumas das atividades mais comum a qualquer pessoa, gerar bastante dor ! agradeço desde já pelo seu blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, o tratamento depende de fatores como: Causa do encurtamento, se o encurtamento é real ou aparente, estatura do paciente. Existem medidas conservadoras ou cirúrgicas para essa quantidade de encurtamento. Sugiro que agende consulta para definir o melhor tratamento para seu caso.Tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  100. DR,MAURICIO.
    Minha mae tem 80 anos de idade, e constatou através de diversos exames que a perna direita tem 1.5cm, mais curta.Foi indicado cirurgia.
    Devo realizar devido a idade?
    grato
    laerte

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, só posso opinar sobre o assunto sabendo qual a causa do encurtamento e examinando na consulta ortopédica. Tel. para agendar horário, (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  101. BOA NOITE DR MAURICIO, BEM, MEU FILHO YAGO TEM FEMUR CURTO CONGENITO, VOU SER BEM SINCERO COM O SR. , EU PERCEBI O PROBLEMA DELE DESDE DUAS SEMANAS( 2002 ) DE NASCIDO E COMO TENHO UM AMIGO QUE ME VIU NASCER QUE SE CHAMA DENIR, ELE É MASSAGISTA DO FLA E SELEÇAO, E ME INDICOU A CLINICA DO DR. RUNCO. E LEVEI MEU FILHO COM 3 PRA 4 ANOS NA CLINICA ( 2005 ). E AS CONSULTAS ERAM DE 6 EM 6 MESES COM A DR. LILIAN( NAO SEI SE CONHECE ), E INFELIZMENTE EM 2007 FUI DEMITIDO E PERDI O PLANO DE SAUDE. HOJE ( 2013 ) MEU FILHO ESTA COM 10 ANOS E JOGA FUTEBOL NO NOVA IGUAÇU E PRA JOGAR ELE DIZ QUE NAO ATRAPALHA, MAS A DIFERENÇA É GRANDE AINDA. E AS PESSOAS SO PERCEBEM PORQUE EU FALO, SE NAO ELES NEM PERCEBEM. O QUE SERIA MAIS PROPICIO PARA ELE EM CASO DE CIRURGIA. POIS ELE BRINCA MUITO E FICO COM O CORAÇAO APERTADO. UNICA PARTE DO CORPO DELE QUE É DIFERENTE É O PÉ , POIS ELEL SEMPRE PISOU NA PONTA DO PÉ, ENTAO FICOU MUITO FEIO O PÉ DELE. DESDE JA AGRADEÇO A PACIENCIA E SE POSSIVEL GOSTARIA DE UMA PALAVRA TUA. MEU E-MAIL É : yagowell@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, marque uma consulta para avaliação e tratamento. Tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  102. ESTOU PREOCUPADA COM O CRESCIMENTO MUITO DESIGUAL DOS PÉS DE MINHA FILHA!UMA PERNA É MAIS GROSSA QUE A OUTRA TMBM!(a perna do pé maior)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, a suspeita seria de hemihipertrofia congênita. Sugiro uma consulta para avaliação e tratamento. Tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  103. Boa tarde Dr! Sou do Maranhão e Minha sobrinha tem 2a e 5m e notamos que tem um perna mais curta que a outra, levamos ao Ortopedista que identificou uma diferença de 5mm e recomendou usar tênis e palmilha com a diferença. Neste caso seria o mais adequado pra idade? essa diferença pode aumentar e pode voltar ao normal ou estabilizar? Como podemos chamar essa desigualdade...Pq li que em alguns casos podem ser problema coluna ou quadris que a palmilha só prejudicaria e no caso dela não foi feito nenhum exame de imagem. Agradeceria uma resposta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, a principal coisa a saber seria o motivo do encurtamento. Precisa saber se os quadris estão bem posicionados bem como as demais articulações do membro inferior. Se todas as articulações forem bem formadas e a medida do encurtamento for realmente de 5 milímetros, nao haverá motivo para preocupação pois, essa diferença nao necessita de tratamento. Consideramos pequenas diferenças como essa citada, compatíveis com a normalidade nos membros inferiores. Um abraço.

      Excluir
  104. boa noite dr. meu nome é salete tenho um bebe de 6 meses, a uma diferença entre os braços dele, um é mais gordo ainda não da para ver se é ou não mais comprido, a impressão que tenho é que todo o lado direito dele é maior, mas isso ainda não foi confirmado. gostaria de saber qual o melhor caminho, a pediatra dele me indicou um nefro, não sei o que fazer o que pensar, estou muito triste e sem chão. se puder me responder ou me explicar algo a respeito ficarei grata. obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, existe uma patologia congênita chamada de hemihipertrofia em que um lado do corpo da criança tem a circunferência e, as vezes, também o comprimento maior do que do outro lado. O tratamento é direcionado para equiparar o comprimento dos membros, principalmente os inferiores. Seu filho precisa de uma avaliaçãio ortopédica pediátrica, sugiro que agende consulta, tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  105. boa tarde Dr meu nome é Katriny, eu tenho um desviu na coluna desde os meus 12 anos e isso refletiu no meu joelho e pê, e minha perna direita ta entortando, isso faz com que eu manque um pouco, tem algum tratamento eu possa fazer que vá surtir efeito?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, o tratamento depende do tamanho do desvio da coluna e para saber isso você precisa ser avaliada na consulta ortopédica e fazer os exames de imagem necessários. Sugiro que marque consulta, tel. (21) 3264-2232/ (21)3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  106. Boa noite! Meu filho tem 9 anos e foi diagnosticado com esclerodermia linear nos membros superiores e inferiores, com restrição de mobilidade em ambos. A restrição é maior no tornozelo e pé esquerdo, que é chato e o membro está mais fino e encurtado em 1,5 cm (há 4 meses era entre 0,5 e 1). Gostaria de parar a desigualdade. O Senhor pode me orientar sobre como proceder? Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, o tratamento da desigualdade do comprimento dos membros inferiores depende da quantidade de diferença estimada na maturidade esquelética. Se essa diferença estimada for ate 5cm, então seu filho será candidato a um procedimento cirúrgico chamado de epifisiodese, com o objetivo de inibir o crescimento do membro inferior maior. Esse procedimento só pode ser feito na idade adequada. Maiores esclarecimentos sugiro que agende consulta, tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  107. Dr.
    Foi constatado que a minha sobrinha de 10 anos apresenta diferença de uma perna para outra de 2,5cm. Moramos numa cidade pequena do interior da Bahia, o ortopedista passou uma palmilha e orientou para voltarmos com 6 meses para analisar se seria caso cirúrgico. Estamos aflitos achando que é tempo de mais para esperar, também ficamos achando que a perna parece um pouco mais fina. Não sabemos como proceder, estamos com medo de esperar 6 meses e piorar. Levamos a outro ortopedista e ele disse q não há o que ser feito senão esperar para ver. Sei lá. Estamos sem rumo, querendo fazer algo e sem ter um orientação adequada.
    Grata pela atenção que sei que será dispensada pois observei que o senhor de fato responde aos questionamentos e o faz rapidamente. Muito obrigada e que Deus continue lhe abençoando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, com essa idade a conduta é compensar no solado do calçado e acompanhar. Ela é uma candidata a procedimento cirúrgico conhecido como epifisiodese, visando inibir a velocidade de crescimento da perna maior, em idade adequada, para que ao final do crescimento as pernas estejam do mesmo tamanho.Essa cirurgia não é feita na idade atual da criança. Maiores esclarecimentos somente em consulta ortopédica, tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  108. Muito obrigada!!!!!
    Parabéns pelo blog, pelas respostas tão rápidas aos nossos questionamentos, pois quando os fazemos é porque estamos por demais preocupados e muitas vezes não encontramos nos profissionais que temos acesso, um esclarecimento mais satisfatório. Obrigada mesmo!!! O senhor teria algum hospital, clínica ou profissional que possa recomendar no estado da Bahia?

    Grata

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, nao conheço especialistas na Bahia. Um abraço.

      Excluir
  109. Boa tarde dr. levei meu bebe de 6 meses para avaliação ortopédica, o medico olhou os braços que estão diferentes em espessura alias o lado direito todo é mais grosso a suspeita da pediatra era de hemihipertrofia congênita, mas ele disse que é discrepância de membros, o que é isso não entendo, estou confusa, para dar um diagnostico não precisa ser mais investigado?, na sua opinião o que devo fazer? moro no mt e não tenho como leva-lo a sua clinica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, a criança com hemihipertrofia congenita apresenta aumento da circunferência dos membros superior e inferior em um lado do corpo. Pode apresentar também desigualdade no comprimento dos membros sendo geralmente o mais espesso também maior em comprimento. Com exame clinico pode ser feito o diagnostico e a criança precisa ser acompanhada durante o crescimento para avaliar a desigualdade de comprimento e promover o tratamento nas idades adequadas. Um abraço.

      Excluir
  110. Bom dia doutor. Não sei se minha pergunta se enquadra no interesse e no assunto da matéria. Passei em um concurso policial e foi pedido um exame de escalometria. No resultado consta que o membro inferior esquerdo é 1,13 centímetros menor que o direito. Tendo em vista que o limite pra ser apto no certame é de 1 centímetro e já refiz o exame 2 vezes, gostaria de saber se tem algum método de modificar essa medida no momento de realizar o exame, tendo em vista que já falei com um ortopedista que me garantiu que essa diferença não interfere em nada e não existe necessidade de qualquer tipo de correção ou tratamento, sendo assim, do ponto de vista clínico, não teria motivo para uma reprovação. Mas como estamos falando de Brasil e de muita burocracia, prefiro não arriscar um objetivo que foi tão duramente alcançado. De já agradeço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, concordo com o que o seu ortopedista falou. Do
      ponto de vista ortopédico nao há motivo para tratamento ou preocupação. Com relação ao seu concurso, depende dos critérios estabelecidos pela instituição em questão. Um abraço.

      Excluir